Nasce uma estrela

Canudinho de festa de casamento recheado com creme de camarão e ovas de peixe Mujjol – e isso é só um petisco…

Segundona fria, mas com uma grande novidade gastronômica: hoje inaugurou o aguardado Attimo, nova casa do restaurateur Marcelo Fernandes (sócio do Kinoshita, Mercearia do Francês e Clos de Tapas, vai vendo…). Aqui Marcelo se associou ao seu irmão, Ernesto Fernandes, e ao chef Jefferson Rueda (ex-Pomodori). A proposta da cozinha me deixou curioso: culinária ítalo-caipira. Ou seja, pratos que mesclam a tradição italiana (uma das preferidas em SP) com ingredientes, técnicas e toques da cozinha regional brasileira, terreno onde Jefferson se sente à vontade – criado no interior, ele ainda é casado com Janaina Rueda, a chef do Bar da Dona Onça – ou seja, é muito Brasil, gente. O resultado superou qualquer expectativa, nas minhas duas visitas à casa, em jantares para convidados. Agora a casa abre pra valer, mas pelo que vi (e comi), o Attimo vem com força. Continue lendo

Menu bem português na Vino Week

Bacalhau dourado, desfiado e bem macio, preparado com ovos e batata-palha: prato principal no A Bela Sintra

Gosta de vinho? Aproveita essa: 28 casas de São Paulo estão participando da Vino Week, servindo menus fechados de almoço (R$ 79) e jantar (R$ 89) que incluem entrada + uma taça de vinho, prato principal + outra taça de vinho e sobremesa. E nada de chilenos ou argentinos: os rótulos são brasileiros, portugueses e italianos. Vai até dia 5 de agosto. Ontem fui provar o menu de almoço do A Bela Sintra (servido apenas de segunda a sexta) e achei que compensa (a maior parte dos pratos da casa custa mais de R$ 80!). O principal é o bacalhau dourado (peixe desfiado, preparado com ovos e batata-palha), harmonizado com um ótimo vinho português, Bacalhôa Tinto da Ânfora. Dá uma olhada no restante do menu. Continue lendo

Sabores italianos marcantes no aniversário do Piselli

Ravióli de fondue de queijo fontina sob uma “chuva” de trufa negra: aromas intensos e sabor bem marcante

O Piselli, um dos meus italianos preferidos de São Paulo, comemora 8 anos dia 31 de julho. Para celebrar a data, o restaurateur Juscelino Pereira convidou o simpático chef Bruno Cingolani, do restaurante Dulcis Vitis, na região italiana de Alba para preparar jantares especiais junto com com o chef da casa, Paulo Kotzent. O Menu di Compleanno Piselli inclui couvert, dois antepastos, primeiro e segundo prato (ambos com trufas negras raladas), seleção de queijos piemonteses e sobremesa, tudo harmonizado com seis vinhos da vinícula Gianni Gagliardo. O preço é de R$ 400 por pessoa (inclui vinhos, água e café). O primeiro prato, aliás, foi meu preferido: ravióli recheado com fondue de queijo Fontina, manteiga, queijo parmiggiano reggiano e trufas negras frescas raladas na hora. Tudo com sabor bem intenso, mas na medida correta para ser marcante e não enjoar.
Vamos ver o que tem mais? Continue lendo

Oba! Receita do típico bolo de noiva pernambucano!

O bolo de noiva é o marronzinho bem na frente! Foto do Alexandre Schneider

Mal postei aqui sobre o menu Pernambuco do Brasil a Gosto (veja abaixo) e já me pediram receita! A chef Ana Luiza Trajano liberou a receita do bolo de noiva, uma clássica sobremesa pernambucana, que é servida no cardápio especial. Bora fazer?

Bolo de Noiva
Ingredientes
300 g de uva passa
400 ml de passas de ameixa
500 ml de vinho do Porto
200 g de frutas cristalizadas
200 g de açúcar
200 g de manteiga
200 g de farinha de trigo
6 ovos
5 g de fermento

Modo de preparo
Deixe as uvas passas e as ameixas de molho no vinho do Porto por quatro dias (sim, tem de começar a receita quatro dias antes!), separadamente. Depois desse período, faça um doce com as ameixas, cozinhando até ficarem macias e virarem uma pasta. Bata as uvas passas até também formarem uma pasta. Prepare a base do bolo batendo as claras em neve e reserve. Bata o açúcar com a manteiga e as gemas, até formar um creme branco. Una as duas bases delicadamente e depois acrescente o doce de ameixa, a pasta de uva passa, a farinha, o fermento e as frutas cristalizadas. Asse o bolo em banho-maria por 50 minutos. Está pronto! Rende 6 porções.

Menu com baião de três (!) e sorvete de bolo de rolo (!!)

Babei nesse baião de três frutos do mar com lâminas crocantes de coco, um dos pratos principais do Menu Pernambuco

Conheço o restaurante Brasil a Gosto praticamente desde que abriu, em 2006. Além do menu tradicional, fui a quase todos os festivais regionais que a chef Ana Luiza Trajano promove a cada 3, 4 meses. E ficaram na memória cardápios inspirados, como o da Paraíba (aqui), e um inesquecível, do Acre (aqui). Hoje fui à casa de Ana provar o Menu Pernambuco, que fica “em cartaz” nos próximos três meses. E mesmo com toda essa experiência de Brasil a Gosto e seus festivais, fique surpreso com a excelência e a criatividade do novo cardápio regional. Especialmente com um dos pratos principais: baião de três frutos do mar (camarão, lagosta e lagostim), com banana, favas verdes e lâminas crocantes de coco (R$ 93). Uma mistura perfeita de sabores e texturas – e, sem medo de exagerar, um dos pratos mais gostosos já servidos nesse restaurante. Mas vem comigo que tem mais: Continue lendo

Café da manhã com jeito da vovó

Comfort food: ovo quente com brioche gordinho e manteiga de ervas e especiarias

Hoje começou cedo a comilança: em vez de ir a academia, fui ao Coffee Lab provar alguns dos novos itens do menu, elaborado pela barista Isabela Raposeiras. Claro que tudo começou com um bom café: catuí vermelho (R$ 9), da fazenda Braúna, de Araponga (MG). Tomei a versão aeropress, feita na hora. Docinho, com aroma achocolatado e de frutas secas, perfeito para acompanhar minha comidinha: ovo quente (feito na máquina de expresso!), com uma fatia bem gorda de brioche quente e manteiga de ervas e especiarias (R$ 13). Temperei tudo com sal do Himalaia e fiz da minha manhã um momento muito feliz. Mas tinha mais… Continue lendo

Festival de Tiradentes trará o 2º melhor chef do mundo

Trio de pimentas do Dalva e Dito, onde foi lançado o 15 º Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes, MG

Terça almocei no Dalva e Dito; razão: lançamento do 15º Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes. A comilança mineira será entre os dias 24 de agosto e 2 de setembro. Além dos workshops, cursos, degustações e shows, haverá os festins, disputados jantares especiais preparados por chefs brasileiros e internacionais, sextas e sábados. O tema é a gastronomia regional, com menu preparado por dois chefs, um de cada estado. Já fiquei empolgado com um dos festins do dia 25, realizado por Alberto Landgraf (do Epice, de São Paulo) e Thiago Castanho (do Remanso do Bosque, de Belém do Pará). Olha o menu! Continue lendo

Delícias em seis eTapas (ok, trocadilho bobo!)

Morri com esses chipirones: lulas com azeite e alho frito, servidas com aioli e chips de mandioquinha

Bora tapear? Nada de enganar ninguém – tapear aqui é passar uma noite comendo tapas variadas, com um vinho bem gostoso à mesa. O bar e restaurante Torero Valese lançou um menu de degustação de seis etapas, valorizando ingredientes da época, principalmente nos frutos do mar, embutidos e carne suína. Ontem mandei a dieta passear no parque e fui até o restaurante conhecer as delicias preparadas pelo chef Juliano Valese. O menu é servido só no jantar, até o fim de agosto, custa R$ 85 por pessoa e inclui harmonização na última etapa – a “sobremesa” (já já explico as aspas). Ah, e tem de reservar antes! Vamos ver o que comi? Continue lendo

Purê de batatas de torneirinha

Máquina de purê da Maggi: só apertar um botão e lá vem a lambança!

Dessa vez não é culpa dos americanos! A rede 7-Eleven de Cingapura tem uma máquina automática de… purê de batatas! Sim, você coloca o copo debaixo de um caninho, aperta o botão e o purê (que mais parece uma maçaroca liquefeita) escorre no recipiente, seguido de um jato de molho. Veja o vídeo AQUI. Nojento? Não, segundo o cara que postou isso no You Tube. Os flocos de batata absorvem logo a umidade da massa e a mistura é gostosa, diz ele – mas essa mesma pessoa afirma que “usar batatas boas num purê é desperdício. Purês deviam ser feitos apenas com restos de batatas”. #querdizer…
Será que a Maggi pretente lançar isso aqui no Brasil?

Via Huff Post

Sopa de abóbora com gengibre pra espantar a friaca

Que inverno nada! Essa sopa de abóbora com gengibre fará você sentir aquele calorzinho amigo dentro da alma (meldels, hoje eu tô, viu?)

E esse frio… #como #lhe #dar? (É brincadeira, viu? Sei que é “como lidar”, seus maldosos!). Que tal uma sopa de abóbora com gengibre? Além de gostosa e quentinha, ainda dá uma cor a esses dias cinzentos. A receita abaixo é da Vera Damaso, do Zeffiro, onde o prato sai por R$ 24. Mas você pode tentar fazer em casa porque é simples. Bora tentar? Continue lendo