Queijo é sempre um capítulo à parte

Haja torradinha: o compêndio fala de mais de 750 queijos

Meu pai foi meio linha-dura com muita coisa, mas me criou incentivando a apreciar três boas coisas da vida: ler muito, usar bons perfumes e comer bem – e com curiosidade. Desde muito pequeno (e olha que isso faz tempo, mas abafa…) sei o que é uma laranjinha kinkan, um doce haleu, um espaguete ao vongole ou fatias de presunto cru com melão (gente, eram os anos 70, tá?)
E queijos. Meu pai sempre comprou muitos e de vários tipos. Formas inteiras de parmesão,  mussarela de nó e fatias gordas de gorgonzola. Queijo pra mim é confort food. Por isso fiquei muito entusiasmado com esse O Livro do Queijo, lançado há pouco tempo pela Ed. Globo. A obra foi organizado por Juliet Harbutt, uma neo-zelandesa radicada em Londres, onde fundou a famosa loja Jeroboams Wine & Cheese e criou o prêmio British Cheese Awards. Pois bem, essa louca por queijos chamou uns 20 colaboradores, todos obviamente especialistas no produto, e o resultado é esse livrão sobre mais de 750 queijos.

 

A verdadeira "cheese queen", Juliet Harbutt

É bem didático, bem ilustrado e fácil de pesquisar. Os queijos estão divididos por categorias (brancos moles, frescos, azuis etc) e países. Cada verbete documenta tudo sobre o tipo de queijo, como região, peso, tamanho, o leite usado, as notas de degustação e sugestões de como saboreá-lo. O Pecorino Siciliano DOC, por exemplo, quando jovem deve ser comido com verduras, e, já envelhecido, com pão e azeitonas ou ralado sobre massas.

Achei bem completo e facinho de entender

O país campeão no livro é a França, com quase 200 variedades de queijos. Em seguida vem a Grã-Bretanha, com 150, e a Itália, com 100. O Brasil está lá, sim! São dois representantes: o queijo minas e o requeijão cremoso, mais conhecido como catupiry. Bem bacana o livro. Só não dou um pro meu pai porque, apesar de me incentivar nos três hábitos do início desse post, ele mesmo só mantém dois, os perfumes e a comilança. Ler, só jornal e o que o filho dele aqui  escreve. E mesmo esse último, só de vez em quando.

O Livro do Queijo, Juliet Harbutt, 352 pg., R$ 89,90, Ed. Globo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s