Bom e barato na Liberdade

Combinado mata-fome: me deixou felizinho da silva, sem acabar com meu bolso

Outro dia bateu uma imensa vontade de comer num japa. Engraçado isso: há alguns anos, eu não conseguia gostar da parte fria da culinária japonesa. Ou seja, do melhor! Alguma coisa ali não me descia, e eu achava que obviamente era o peixe cru. Ledo engano: um dia resolvi insistir no sashimi e adorei. Ou seja, meu problema era mesmo o arroz do sushi. Bom, uma vez que gostei do sashimi (principalmente de atum), o resto veio junto, com ou sem arroz, e hoje em dia gosto tanto das iguarias nipônicas que poderia comê-las tipo cinco, seis vezes por semana.

Eis que semana passada fui à Liberdade, com meu amigo Marcelo Katsuki, e confessei a ele que estava necessitado de um combinadinho ou algo assim. Katsuki, com anos e anos de “Liba” nem titubeou: “Quer comer bem, sem frescura, e pagar barato? Vamos ao Yamaga”. Confiei na dica e me dei muito bem.

Sushi bar do Yamaga: decoração simples, digamos no estilo old school

O restaurante é mesmo simples. Está ali desde 1979, numa das transversais da Galvão Bueno, com o comando da família Nonoguchi. O cardápio é enxuto e a dica é ir num dos combinados, que custam R$ 39 reais e alimentam muito bem. Começa com um sunomono (saladinha de pepino agridoce) muito gostosinho, ao lado de um surpreendente missoshiru: eles colocam pequenas bolinhas de massa de tempurá junto com o caldo de peie, tofu e cebolinha. Suspirei de alegria.

Boas surpresas: sunomono gostoso e missoshiru com bolinhas de massa de tempurá. Já pode pedir mais?

Na hora do combo, pedi um sensacional. Trazia nove fatias de sashimi, de corte bem grosso, três sushis, três niguiris e seis makis. Ufa? Não acabou! O meu ainda veio uma cumbuca com muitas fatias de tempurá de legumes bem sequinho (só não comi o de pimentão verde, porque me faz muito mal mesmo). Mas você pode substituir o tempurá por mais sashimi, mais shushi, ou temaki, yakisoba (no estilo japonês, porém, não chinês, meu preferido), anchova e por aí vai.

Foi só isso e uma cervejinha. Nem tinha sobremesa naquele sábado. Não fez falta alguma. Satisfação total com pretensão zero.  Foram os 40 e poucos reais mais bem gastos em muitas semanas de idas e vindas de restaurantes.
Yamaga – R. Tomás Gonzaga, 66, Liberdade, tel. (11) 3275-1790

Anúncios

3 respostas em “Bom e barato na Liberdade

  1. Hoje tive a experiência oposta, pagamos R$77.5 por pessoa, a comida foi pouca e de forma alguma outstanding.

    • Bem, o post já tem quase um ano, mas almocei lá há alguns meses e continuava com preço e qualidade bons. Cada um da mesa pediu um dos combos e todos saíram satisfeitos. Mas gastronomia é uma caixa de surpresas! Voltarei lá pra ver como anda! Abraço!

      • Estivemos hoje lá (06 de julho 2013), muita comida, um combo + um oban, 2 cervejas, serviu bem nós 3 (minha filha de 3 anos comeu todo sushi e sashimi). Deu R$ 120. Achei ok pra 3, e estava tudo bem bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s