Brevidades com plus-a-mais-adicional

Releitura do bolo da mamma: cupcake de cenoura coberto com chocolate

Um amigo meu, muito do debochado, costuma dizer que um cupcake não passa de uma brevidade com complexo de superioridade. Besteira dele. Claro que tem muita coisa meia-boca com cara de cupcake, só porque é moda. Mas eu adoro quando a guloseima está bem-feita, com massa molhadinha, coberturas e recheios criativos. Como os que você vai vr agora.

Capa do livro da Janaína Suconic. Esses cupcakes são de framboesa. Devem ser azedinhos - e eu adoro isso

Acabei de receber um livro que exemplifica um pouco essa idéia. É o Cupcakes 2 – A Arte de Fazer Cupcakes (Ed. Larousse, 144 pgs, R$ 34,90), segunda obra da chef Janaína Suconic sobre o assunto (o primeiro livro é do ano passado). A obra é dividida em duas partes: na primeira, Janaína fala de produtos e ingredientes (como confeitos, ganaches, pastas de açúcar e tipos de chocolate); os utensílios e ferramentas (tem até tapetinho de silicone!), o modo de assar corretamente os cupcakes e receitas básicas de pastas, coberturas e recheios. As instruções são bem didáticas, inclusive como rechear, cobrir, tingir e trabalhar com chocolate.

Olha a ousadia: cupcake de fubá com goiabada.

Daí vem a segunda parte, o grosso do livro: as 46 receitas, todas com fotos tentadoras.Tem alguns mais tradicionais, como cupcake de morango, de baunilha, de chocolate com nozes e de pistache. Dessa vez, Janaína mandou ver em várias receitas que levam ingredientes brasileiros ou simplesmente diferentes. Tem cupcake de fubá com goiabada, de cenoura, de mandioca e coco e até de caju. Entre os inusitados, preste anteção no cupacake de tengerina (!), de figo ao vinho (!!) e de refrigerante de laranja (!!!). Os que me deram mais vontade foram o de limão com coco, prestígio e nozes com baba de moça (o termo “baba de moça” sempre assanha formigas atômicas dentro de mim).

Cupcake de brownie: pra chocólatra nenhum botar defeito, né?

Olhando as fotos, dá pra ver que alguns cupcakes parecem verdadeiras obras arquitetônicas! Bom livro para quem gosta de cozinha e tem paciência (e talento) para fazer 20, 30 unidades desses doces. OU pra gulosos como eu, que lambem com os olhos e depois vão comprar na loja mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s