Sonhos de verão numa mesa paulistana

A deliciosa versão do filé Oswaldo Aranha feita por sua bisneta, a chef Bel Coelho. Já é o prato mais pedido do menu!

Finalmente conheci alguns pratos do novo menu do Dui. Estava razoavelmente ansioso por isso, pois conheço o trabalho da chef Bel Coelho há uns bons anos e gosto muito do restaurante – ambiente, serviço e, claro, a comida gostosa de Bel, cujas receitas sempre brincam com ingredientes brasileiros. Mais uma vez, ela não me decepcionou: pratos de alma simples, com execução sofisticada, num resultado tão gracioso quanto a chef e sua casa em tons de magenta. Senta aqui que eu te conto!

Salada vermelha com tomate, beterraba, queijo feta, pinólis e "ar" de amora: é gostosa e combina com o decór

Provei duas entradas (tudo em tamanho de degustação, antes que me chamem de Free Willy!). A primeira parecia uma sobremesa: salada vermelha (R$ 23) com tomate pera, beterraba, tamarillo, queijo feta, pinólis e – atenção – “ar de amora”. Gente, sério, eu amo esses termos que os chefs botam no menu! Adorei a salada, que além do sabor marcante ainda combinava com a decoração do ambiente! Ok, parei. A segunda era uma salada verde com lascas de queijo Serra da Canastra, caju e castanha de caju (R$ 21), super refrescante e gritando “Brasil!” do prato.

Salada verde com lascas de queijo Serra da Canastra, caju e castanha de caju. Cadê Gal gritando "BRASIL"?

O primeiro prato principal foi uma macia arraia na folha de bananeira (R$ 45), com purê de banana da terra, farofa de farinha d´água e molho de coco. Já me vi em Pontal de Maracaípe, jogado numa praia vazia, comendo essa maravilha, tomando caipirinha de umbu-cajá e pensando como a vida é boa.

Arraia na folha de bananeira, com purê de banana da terra, farofa de farinha d´água e molho de coco. Deu até pra ouvir o barulho do mar...

Mas Bel tinha um trunfo na mão para me surpreender ainda mais: sua versão do filé Oswaldo Aranha (R$ 43), uma homenagem a seu bisavô, o político gaúcho que comia tanto esse filezão com alho frito no Senadinho, no Rio, que o prato acabou ganhando seu nome. Nas mãos de Bel, a fraldinha grelhada leva um delicado purê de alho e chega à mesa acompanhado de arroz puxado no molho da carne e batatas portuguesas que lembram moedas crocantes por fora e macias por dentro. Não é à toa que já virou o prato mais pedido da casa.

Vem chegando o verão: tartare de abacaxi, tapioca brulée e baba de moça

Bem, hora das sobremesas, e vieram logo duas. A primeira, bem verão, é o tartare de abacaxi, tapioca brulée e baba de moça (R$ 17). A segunda, bem minha cara, é quase uma obra cubista, ou uma escultura do Francisco Brennand: terrine de chocolate, marzipan de amendoim, e sorvete de paçoca (R$ 23). Tão gostosa e equilibrada que até dei uma leve tremidinha enquanto comia. Não adianta, como diz o humorista Paulo Gustavo, sou insistente no doce!

Obra de Francisco Brennand? Nada disso: terrine de chocolate, marzipan de amendoim, e sorvete de paçoca

Dui – Al. Franca, 1590, Jd. Paulista, tel. (11) 2649-7952, www.duirestaurante.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s