Spago: um toque de Little Italy no Itaim

Spaghetti meatballs: espaguete com almôndegas como o que nossa nonna fazia

Outro dia fui almoçar com as queridas Roberta Malta e Alessandra Blanco no novo Spago. Na verdade, novíssimo: aquele era o primeiro almoço “oficial” da casa de Carlos Bertolazzi. O restaurante, porém, já era assunto nas redes sociais havia quase duas semanas, graças às suas noites de degustação e a atividade frenética de Bertolazzi no Twitter. Mal abriu e o restaurante já tem mais fãs do que a Claudia Leitte! Ok, brincadeiras à parte, chegando lá me senti tão à vontade que realmente parecia uma casa veterana na minha vida. E o que se come ali?

A "torre" de berinjela a parmigiana, com bastante queijo: minha entrada preferida

Bem, Bertolazzi já tem um ponto vencedor nos Jardins, o Zena Caffé, que faz três anos em janeiro. É um italiano de preços justos, comida legal (ah, o nhoque com queijo stracchino…), bons drinques (destaque para o spritz e o cosmopolitan), um clima super agradável e uma das melhores focaccias da cidade. A casa é um sucesso tão grande que abrirá, em breve, sua primeira filial, no Itaim.

Não, nada a ver com esse Spago. Aqui, Bertolazzi tem outro sócio (Carlos Monteiro) e uma proposta mais “Little Italy” do que a “vila genovesa” da outra casa. Pé direito bem alto, decoração moderninha e despojada (as mesas têm seus números enormes grafados no tampo), e ainda um terraço posterior. No enxuto cardápio, os itens têm nomes em inglês, explicação em português e DNA ítalo-americano. Os preços também são tutti buona gente com o cliente: o mais alto é R$ 34.

Ai, minha Nossa Senhora da Gordurinha Boa! Palitos de mussarela de búfala empanados com queijo parmesão, e molho marinara.

Entre os antepastos, provei a mozzarella marinara (R$ 16), crocantes palitos de mussarela de búfala, envoltos por uma massa fina e empanados com queijo parmesão, servidos com molho marinara. Eu sei, o light passou longe e nem deixou lembrança, mas a proposta aqui é little Italy, não diet Italy, né? Outra entrada muito boa, aliás minha preferida, é a eggplant parmesan (R$ 18), fatias finas de berinjela, com mussarela, manjericão, tomate e parmesão, estilo parmigiana.

Boa pedida: filé à milanesa fininho, com casquinha crocante, e purê de batatas

Entre os principais, uma massa já nasce a vedete da casa: spaghetti meatballs (R$ 29), um prato de espaguete com cara de “feito pela nonna”, com almôndegas bem suculentas e molho de tomate. Achei reconfortante. Também comi o milanese (R$ 34), um filé à milanesa fininho, casquinha crocante e com sabor pronunciado, acompanhado com purê de batatas.

Cheesecake com calda de limão: gostei da combinação doce-azedinha. E a cor é linda

Acabou rolando um momento degustação de sobremesas (não me julguem, eu havia acabado de sair da academia naquele dia!). Alê foi num clássico: panna cotta com calda de frutas vermelhas (R$ 14). Beta investiu num remix, lemon cheesecake (R$ 14), com calda de limão doce-azedinha no lugar das habituais frutas vemelhas. E eu apostei numa releitura: frozen banoffe pie (R$ 14), a habitual torta de banana, aqui em versão gelada, com doce de leite e chantilly.

Minha sobremesa foi o frozen banoffe pie: versão gelada da torta de banana, com doce de leite e chantilly

Depois, café e uma corrida de três voltas ao redor do Parque do Ibirapuera (aham, nonna, senta lá!)

Spago – R. Leopoldo Couto de Magalhães, 681, Itaim Bibi, tel. (11) 3078-0796.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s