Uma noite dedicada à sobremesa

Tadááá! Foi essa a razão e o porquê da minha visita ao Arola: torrija sobre espuma de chocolate e sorbet de frutas vermelhas

Estou ficando véio! Com toda a loucura do começo de ano, havia me esquecido de contar aqui uma super gordice que cometi no fim de 2011. Mas ainda dá tempo. Uma semana antes do natal, tomei coragem e enfrentei (de metrô) uma av. Paulista lotada de gente, que se espremia pelas calçadas pra ver as decorações natalinas, incluindo uma banda de papais noel. Meu objetivo era outra: ia ao Arola Vintetres, no 23º andar do Tivoli Hotel, para experimentar uma… sobremesa! Loucura? Obesidade? Doença? Não, mas era algo tão diferente que eu tinha de ir. Veja se concorda comigo.

Pan con tomate: massa tostadinha com o fruto bem temperado por cima. Dá água na boca só de lembrar!

O postrero do restaurante, Michel Scherer, responsável pelas sobremesas do Arola, me chamou para provar uma novidade sazonal, a torrija de clavo con leche y naranja. espuma de cacao e sorbet rojo. Traduzindo: é uma espécie de rabanada espanhola, enxarcada de leite e laranja, sobre uma espuma do maravilhoso chocolate Amma e sorbet de frutas vermelhas por cima. Desde que provei uma torrija em outro restaurante, este basco, me apaixonei pelo doce e Michel me convidou justamente para provar a dele. Que estava maravilhosa: a massa esponjosa e bem úmida, o chocolate intenso e a acidez das frutas vermelhas equilibrando o doce da receita.

Mamãe já ensinava: nada de sobremesa antes do salgado. Daí comecei com as crocantes patatas bravas

Porém, antes da sobremesa vir, teve algumas surpresas. Michel e o pessoal do restaurante, muito elegantes que são, me sentaram numa mesa ótima, de onde se tem uma vista linda da cidade (afinal, estamos no 23º andar!), naquele ambiente arrojado, moderno, com trilha sonora gostosa e clima de pré-balada. Mas com um cardápio sensacional. Eu passara o dia comendo numa aula de bacalhau na Tasca da Esquina (leia aqui) e nem estava com fome. Mas a equipe me trouxe o menu e o balofinho aqui escolheu algumas tapas antes da estrela da noite – a torrija – chegar á mesa.

El pulpo: polvo braseado com batatas confitadase o cremoso “pimentón de la vera”

Assim, comi o saboroso pan com tomate da casa (tão bem temperado e molhadinho que só de lembrar me dá água na boca). Depois, uma das melhores patatas bravas que já provei – e lindas! Cilíndricas e gordinhas, crocantes por fora, cremosas e levemente picantes por dentro, cobertas com alho suave, sabores marcantes e texturas exatas. Depois, o polvo braseado com batatas confitadas recheadas como também cremoso “pimentón de la vera” (uma mistura espanhola de pimentas vermelhas moídas). Já salivou? Palmas pro chef Sergi Arola.

Adorei a cava Jané Ventura: frutada, dourada, fresca e com rótulo lindo. Alá e torre da Paulista bem atrás!

E para coroar esse tapeo todo, os meninos me mandam uma inpiradora cava : Jané Ventura (Reserve Brut Nature 2007). Fresca, com aromas de maça, ervas do campo, um toque floral, com um tom dourado inspirador… nada melhor para harmonizar com as tapas que apareciam na minha mesa. Se contar o rótulo lindo, moderno e geométrico. Sim, tomei a garrafa inteira. Serei julgado?

O bosque de texturas do Michel Scherer: frutas e ervas brasileiras conversam com o vinho oloroso

Mas antes da torrija chegar, Michel mandou uma sobremesa que ele estava estudando. O nome é demais: bosque de texturas all fernando de castilha oloroso. Segundo o  próprio Michel, uma construção dos sabores do vinho oloroso a partir de frutas e ervas brasileiras, feira com cocção em baixa temperatura. Os ingredientes? Sapoti, camapu, cacau, coentro, urucum, mel, cumaru e jabuticaba. Intenso, silvestre, bem verão. Gostei, mas achei que é para poucos.

Detalhe do bar arrojado do Arola Vintetres. Vale a visita pra jantar, tapear, beber ou na pré-balada

Enfim, foi uma noite espanhola, com leve sotaque brasileiro, e muito inspiradora. Agora quero voltar ao Arola com bastante fome porque o menu é tentador, o serviço beira a perfeição e o ambiente é inspirador. Fora a vista, inesquecível e lindamente paulistana.

Arola Vintetres – Al. Santos, 1437, Jardim Paulista, tel. (11) 3146-5923, www.arolavintetres.com

Anúncios

Uma resposta em “Uma noite dedicada à sobremesa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s