Sonhos num balcão de comida japonesa

Meu preferido do novo menu do Kinoshita: tataki de wagyu com gema de codorna e cebolinha

Estou no balcão de um restaurante japonês, que tem uma enorme janela de vidro, conferindo ao salão uma gostosa claridade natural. À minha frente, numa linda louça branca com detalhes azuis, repousam mexilhões fresquíssimos, nadando num intenso molho de misso, com alga wakame (R$ 26). Logo surge outra vasilha colorida, que chega tampada como um presente. Seu interior guarda uma espécie de steak tartare de wagyu, chamado no Japão de tataki (R$ 62), com uma delicada gema de codorna que se derrama sobre a carne perfeitamente picada e temperada com talento. Parece sonho, né? Mas foi bem real: esses são dois dos vários pratos que o chef Murakami criou para renovar, mais uma vez, o cardápio do Kinoshita. E devo dizer que, dos vários menus que já comi no restaurante, esse foi um dos mais incríveis. Quer saber mais?

Sonho? Não, é o mexilhão com um molho de missô servido com alga wakame, uma das entradas incríveis do novo cardápio de verão

Uma das receitas preferidas: o onsem tamago to aspara unagui, ovo cozido em baixa temperatura, com enguia e aspargos

Murakami tem o costume de criar regularmente novos menus, mantendo alguns clássicos do Kinoshita, mas renovando constantemente os itens de sua kappo cuisine. O chef me disse que, mais uma vez, muitas das novidades foram inspiradas em sua infância, na sua trajetória pessoal e culinária, às vezes com toques e adaptações que enriquecem a experiência de quem está comendo no seu restaurante.

O nome é difícil, mas o sabor... nassubi okra tororô, berinjela com quiabo e floquinhos de peixe seco

Caso do shake to ikura ochazuke (R$ 42), salmão e ovas ikura sobre arroz Koshihikari, regados com dashi e matcha… frios! “No Japão isso é servido quente, mas como estamos no Brasil e esse é um cardápio de verão, resolvi trocar a temperatura do caldo para ganhar refrescância”, diz o mestre Mura.

O shake to ikura ochazuke, o salmão grelhado sobre arroz, ovas ikura e caldo dashi com chá verde, ganhou uma versão fria

Cestinha de kai sashimi moriawase, uma seleção de mariscos. Achei romântica

Foi um longo e sensacional almoço de degustação, num total de 11 pratos (sobremesa inclusa). Além das duas entradas que citei no começo do post, ainda houve uma inesquecível nassu okra tororo (R$ 24), berinjela com tororo de quiabo e, equilibrando a textura com crocância, katsuobushi (flocos de peixe seco). Outro equilíbrio perfeito foi o onsem tamago(R$ 22), ovo orgânico cozido em baixa temperatura, com enguia e – Berenice, se segura, nós vamos bater na felicidade – aspargos!

Seleção de sushis-magya, de salmão maçaricado, atum e ouriço-do-mar. Seu Mura, pode mandar três travessinhas dessas, por favor?

Mais frescor: kappo soba, macarrão de trigo sarraceno com tomate momotaro e molho shisso gelado.

Entre as delicadezas do chef há o kai sashimi moriawase (R$ 62), uma seleção de vieiras, ostras e mariscos variados, numa encantadora louça em forma de cesta. Claro que houve sushis (atum, salmão e ouriço-do-mar), perfeitos e apetitosos. Houve também o kappo soba (R$ 38), macarrão de trigo sarraceno como adocicado tomate momotaro e molho shisso gelado.

Tori no nimono, sobrecoxa de frango com caldo de shoyu. Repare no prato "Ray of Light".

Para completar o menu, Mura serviu dois pratos quentes: o hampen karashi fry (R$ 39), uma massa de peixe frita, com mostarda japonesa (karashi) – uma delícia quase infantil. O outro foi tori no nimono (R$ 29), pedaços de sobrecoxa de frango orgânico com caldo de shoyu.

Hampen karashi fry: massa de peixe frita com mostarda japonesa. Diversão garantida

Claro que uma sobremesa nos aguardava: anmitsu (R$ 18), um sorvete delicioso, com doce de feijão japonês (anko), frutas e cubos de gelatina de alga. Parece algo relativamente simples, e é, mas a mistura de sabores e texturas era tão perfeita que me devolveu aquela sensação de sonho.

De volta à louça branca e azul, com o anmitsu: sorvete com doce de feijão, gelatina de alga e frutas. Era um sonho?

E, por coincidência, o doce veio na mesma louça branca e azul na qual aquele almoço começou.

Kinoshita – R. Jacques Félix, 405, Vila Nova Conceição, tel. (11) 3849-6940, www.restaurantekinoshita.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s