Por dentro da fábrica de chocolates

Willie Wonka chamando? Nada disso, é o convite pra visitar a fábrica de guloseimas da La Vie en Douce, da chef Carole Crema. Mas não vi nenhum oompa loompa!

Ontem tive meu dia de menino Charlie. Não, não é aquele boneco amaldiçoado de um dos episódios da antiga série de TV da Hammer, Casa do Terror, seus maldosos! Estou falando do Charlie do filme A Fantástica Fábrica de Chocolate. Na terça chegou em casa uma barra de chocolate La Vie com um tíquete dourado, como o do filme, me convidando pra conhecer a fábrica de chocolate da La Vie en Douce. E lá fui eu, ser guiado por Willie Wonka, ops, Carole Crema, chef e dona da marca, pelas etapas de produção de seus chocolates. Vai gordinho perde, né?

A charmosa leiteira suíça, com 120 g de bombons sortidos

Ok, lá não tem rio de chocolate e ninguém virou um blueberry, mas a visita foi bem divertida – e informativa. A fábrica está em plena produção de ovos de páscoa, que esse ano são feitos com chocolate Gold da Nestlé. O tema da decoração da loja e dos produtos é a Suíça. Há ovos em vários formatos e sabores. Como os mini ovos (R$ 12) recheados de marshmallow, alfajor e negresco, entre outros. Tem ovos tradicionais (R$ 59), com recheios como crocante, paçoca, e tem os ovos reserva (R$ 69), com sabores 70% amargo com pistache, damasco etc.

E o mesão cheio de ovos e bombons pra gente provar de tudo? O exagerado aqui teve até que tomar Chantinon, depois. O fígado num guenta!

Os que eu mais curti foram os ovos de colher (R$ 45), que vêm numa embalagem linda – aliás, nada suíça, mais pra mexicana, à Diego Rivera. Vem nos sabores praliné, mousse de avelã (este custa R$ 50) e, atenção agora, brownie com nozes. Covardia, pô! Tem também alguns infantis, como o meio ovo pra pintar (R$ 46), ao leite com cobertura de chocolate branco e canetinha com tinta comestível. Ah, e a charmosíssima leiteira suíça (R$ 41), recheada com 120 g de bombons de vários sabores. É linda e ainda serve pra guardar miudezas depois.

Pedaço do ovo de colher recheado com brownie e nozes. Muita covardia, isso! (me vê cinco pra viagem?)

Acompanhe abaixo as fotos da visita à fábrica de chocolate de Carole Crema e entenda por que eu não jantei ontem, mesmo depois de correr uma hora na esteira.

Eu e colegas na porta (em formato de barra de chocolate) da fábrica. A moça de listrado é a chef Carole Crema, pra quem vou enviar a conta da lipo!

A "fonte" de chocolate, onde o doce é oxigenado e vai para as formas. Pense no cheiro dessa sala...

Uma das prateleiras de bombons, esses decorados com decalque comestível, feito de manteiga de cacau

Detalhe dos mini ovos sendo colocados nas caixinhas na sala de embalagens

Suíça que nada! As caixas lindas dos ovos de colher me lembraram pinturas do mexicano Diego Rivera (estou louco?)

Sala onde são montados os bolos de casamento e festas - em alta temporada do casórios, Carole diz que chega a fazer 30 num único sábado!

Prateleiras e mais prateleiras dos docinhos, que vão para as lojas e as festas

Achei essas surpresas na despensa. Fiz cara de Gato de Botas e ganhei algumas da Carole Wonka, tá?

No fim, houve degustação dos produtos. Entendem agora meu drama?

La Vie en Douce – R. Consolação, 3161, Jardins, tel. (11) 3088-7172 ou R. Pedroso Alvarenga, 514, Itaim, tel. (11) 3078-1110, www.lvddoces.com.br

Anúncios

2 respostas em “Por dentro da fábrica de chocolates

  1. Nossa tudo de bom! Maravilhoso, deu vontade de ir também. Na próxima visita me chama que eu vou….rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s