Receita pro Natal: torta maravilha de frutas vermelhas

com acucarSabe aquelas tortas lindas que a gente vê em vitrines e parecem impossíveis de fazer em casa? Pois é, algumas são mesmo – melhor comprar pronta e se jogar no doce. Porém, resolvi meter as caras pra fazer um torta de frutas vermelhas usando uma massa de outra receita (aqui) e o creme pâtissière que uso no recheio do bolo naked de morango (aqui). E não é que deu certinho? Ficou uma belezura, gostosa e leve. Aliás, perfeita para servir no Natal e deixar boquiaberta até aquela sua tia especialista em maionese. Prometo que a receita parece muito mais difícil do que ela é: são três etapas, mas todas simples de fazer. Bora?

Torta de frutas vermelhas

frutasIngredientes:
(massa)
150 g de manteiga sem sal, macia.
150 g de açúcar demerara
1 ovo grande
230 g de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de café de essência de baunilha

Modo de fazer
Unte e polvilhe farinha em uma forma redonda ou pirex de 25 cm de diâmetro. Pré-aqueça o forno a 200oC. Bata vigorosamente a manteiga e o açúcar até ficar cremoso. Bata o ovo cuidadosamente, com a essência de baunilha. Misture bem a farinha peneirada e o fermento, mas sem bater, até obter uma massa macia e levemente pegajosa.
Coloque a massa no pirex (ou forma), espalhando com as mãos enfarinhadas, para que as beiradas da forma também sejam revestidas com a massa. Não deixe muito espessa, se sobrar massa tudo bem – melhor do que a torta ficar grossa e pesada. Espete a massa com um garfo algumas vezes e leve à geladeira por meia hora para dar mais firmeza à massa. Depois, leve ao forno e deixe assar. Depois de uns 20 minutos, dê uma olhada: se estiver “inchada”, fure novamente com garfo. Retire do forno quando a massa estiver totalmente cozida (uns 40 minutos) e deixe esfriar.

sem acucar(creme)
500 ml de leite integral
½ fava de baunilha ou 1 colher de chá de essência
5 gemas
125 g de açúcar
25 g de farinha de trigo
25 g de amido de milho
150 ml de creme de leite fresco
2 colheres de açúcar

Modo de fazer
Aqueça o leite com a baunilha até ferver. Tire do fogo (retire a fava) e deixe esfriar um pouco. Numa batedeira, bata as gemas com açúcar até ficarem cremosas. Junte a farinha de trigo e o amido, batendo a mistura. Daí aos poucos adicione o leite à mistura de gemas, batendo cuidadosamente à mão.
Leve esse creme ao fogo baixo e mexa sem parar (usei um fouet). Mexa até a mistura engrossar e ferver – quando as bolhas começam a estourar na superfície do creme. Deixe cozinhar por mais um minuto, mexendo vigorosamente, sem parar. Cuidado para não passar do ponto, senão vira um pudim!
Despeje sobre um refratário raso, alise bem e cubra com um filme plástico, bem rente ao creme (o filme colado à superfície do creme evita a formação de película de nata e não gruda). Leve à geladeira para esfriar.
Quando o creme estiver frio, retire da geladeira. Bata o creme de leite fresco na batedeira, adicionando açúcar aos poucos, até ele ganhar consistência de chantilly. Reserve. Leve o crème gelado à batedeira, bata um pouco, para amaciá-lo. Daí, com uma espátula, misture um pouco do chantilly, até incorporar bem. Cuidado aqui: se colocar muito chantilly, a mistura ficará excessivamente cremosa e quando você cortar a torta ele desaba (acredite, já aconteceu comigo).

cima(cobertura)
300 g de frutas vermelhas (preferencialmente framboesa, amora e alguns blueberries pra completar a cobertura – cogitei até colocar morangos, mas não rolou)
Açúcar de confeiteiro (opcional)

Montagem
Desenforme a massa já assada, com cuidado pra não quebrar. (se perceber que a massa está frágil e quebradiça, monte a torta na forma mesmo e sirva assim mesmo!). Recheie com o creme até a borda, alisando bem para a superfície ficar nivelada. Daí, decore com as frutas vermelhas, colocando uma a uma e afundando de leve, como se grudasse a frutinha ao creme. Quando a torta estiver totalmente coberta pelas frutas, você já pode servir. Se quiser, polvilhe com uma peneira o açúcar de confeiteiro, como se “nevasse” sobre as frutas. Está pronta para servir. Porém, mantenha resfriada o quanto puder, pra não desandar o creme. Feliz Natal!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s