Um grego sem crise

Souvlak (R$ 22): espeto com nacos parrudos de frango, com tomate, cebola roxa, creme azedo e pão pita com azeite.

Souvlaki (R$ 22): espeto com nacos parrudos de frango, tomate, cebola roxa, creme azedo e pão pita com azeite. Uma das especialidades da casa, também nas versões com carne, porco e cordeiro.

Aproveitei o domingo do feriadão para conhecer a mais recente “sensação” da cidade, o grego Kouzina. A casa branca com uma enorme bandeira da Grécia na fachada, numa esquina dos Jardins, ficou um bom tempo em reforma, porém mal abriu há três semanas e vive lotado – não é nada difícil ter fila de espera às 15h, por exemplo. Mesmo chegando cedo (antes das 13h) no domingo, tive de aguardar meia hora por uma mesa pra dois. Mas valeu a pena.

 

Lulas empanadas (R$ 21): crocantes e sequinhas, porém um pouco monótonas.

Lulas empanadas (R$ 21): crocantes e sequinhas, mas um tanto monótonas. Talvez um molhinho?

O Kouzina é do mesmo grupo que tem o Myk, outro grego a poucos quarteirões da casa. O cardápio do novo ponto, aliás, foi elaborado pela mesma chef do Myk, Mariana Fonseca. Como a proposta do Kouzina é mais informal (o restaurante fica aberto direto das 12h até a madrugada), a chef optou por um menu com a mesma pegada: um cardápio despretensioso, com pratos típicos da Grécia, receitas mais leves e petiscos para beliscar. Nada, portanto, de itens mais sofisticados como no Myk.

 

moussakaAinda bem: pra mim a comida do Kouzina é mais acertada que da casa-mãe, e com preços bem mais camaradas. Como a gostosa moussaka (R$ 34), uma das mais clássicas receitas da culinária daquele país. Também chamada de “lasanha grega”, alterna camadas de berinjela com molho de tomate e carne moída bem temperada. No Kouzina, aliás, a chef não economiza na proteína e a moussaka vem com uma dose bem generosa de carne. Falando em berinjela, o menu também tem paputsakai (R$ 38), ou “sapatinho”, com o legume recheado com ragu de carne e purê de batata.

 

saladaUma dica: antes do principal, peça uma das cinco saladas do menu. Eu dividi a Myk (R$ 30) com meu amigo e foi perfeito como entrada: um espesso disco de queijo de cabra, sobre muitas folhas, várias fatias de presunto cru, figos verdes, pinolis e mel orgânico. Na próxima pedirei a que leva o nome da casa, que tem maçã, pistache, damasco e queijo manouri. Só de pensar sinto a brisa mediterrânea.

 

drinqueO menu também contempla cozidos, como cordeiro cozido no limão com batatas (R$ 46), e grelhados, como bife angus (R$ 45), prime rib e porco (R$ 29) e um pescado (R$ 39) com ótima aparência (pele crocante, jeitão de peixe servido à beira-mar). Sim, terei de enfrentar filas pra comer isso – e olha que às 15h horas havia espera de mais de uma hora. O jeito será aguardar no despojado bar do restaurante. Eu queria experimentar uma cerveja grega, Fix (R$ 10), mas havia acabado. Acabei tomando um drinque, o Kouzina (R$ 27), uma super refrescante combinação de ouzo, vodca, melancia e limão siciliano. Na verdade, achei até gostoso ficar ali, naquele canto com forte sotaque grego, sem olhar pro relógio, comendo lulinhas e planejando as próximas férias. Realmente, não é difícil entender o sucesso a casa.

Kouzina – R. Peixoto Gomide, 1.710, Jardins, t
el. (11) 2935-0888

 

 

Anúncios

2 respostas em “Um grego sem crise

  1. oi Junior . Também estive no Couzina num domingo e como estava com minha mãe que é bem idosa optei por ir bem depois das 15h pra não enfrentar fila. De fato não tinha fila mas também vários pratos do cardápio tinha acabado, inclusive sobremesas. Estranhei porque o restaurante não fecha e a informação foi que a cozinha estava fazendo “nova leva” de pratos mas que isso ia demorar pelo menos uma hora. Então minha dica é enfrentem a fila da tarde ou cheguem no começo da noite porque entre as 16h e 18hs vão ter que se contentar com o que sobrou. E de fato a comida é muito boa.
    bjs
    Alda

    • Bom saber, Alda. Como eles estão começando, pode ser que isso seja apenas temporário. Mas vale o toque pro pessoal da casa. Alô, Kouzina! Bora agilizar essa operação?
      E obrigado pelo retorno, Alda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s