Eataly comemora o 1º aniversário com ofertas, pratos novos e até bolo gigante

Espaco_NovoLembra quando as pessoas estavam enlouquecidas com a inauguração do Eataly São Paulo? Pois é, o grande mercado e centro gastronômico já está completando um ano no dia 19. E para comemorar seu primeiro aniversário, o Eataly programou uma série de eventos, promoções e descontos para todo o mês de maio. São 500 tipos de ofertas, como o queijo Grana Padano RAR (100g), de R$ 12,90 por R$ 9,90; ou a polpa de tomate Mutti (vidro de 400g), de R$ 10,29 por R$7,99; e ainda as massas da Pastas di Gragnano Rigorosa: em qualquer corte de massa, você leva duas pelo preço de uma. Ou seja, a macarronada já está garantida!

Eataly_Nutella Corner_crepe_crŽd ito Camila Bianchi_divulgaçãoJá os loucos por Nutella podem participar da ação Pimp my crepe Nutella: até o final do mês, o Eataly vai selecionar, toda semana, uma receita especial sugerida pelos clientes da casa, por meio do instagram @eatalybr. Quem tiver sua receita selecionada ganha um crepre de Nutella por dia, na semana da vitória. Os crepes vencedores, aliás, ficarão também disponíveis no Nutella Corner durante uma semana cada um, custando R$ 18.

Os restaurantes também terão pratos especiais para o período, como papppardelle con ragu’ ala bolongnese (R$ 38), no La Pasta; carpaccio de melancia e parmigiano reggiano (R$ 28), no Le Verdure; e vieira grelhada com alho-poró e prosciutto di parma (R$ 48), no Il Pesce; além de dois diferentes tipos de carne, a cada semana, no espaço do Brace Bar & Griglia.
Ah, e no próprio dia 19, às 14h, o mercado comemorar a data com um bolo gigante (elaborado pela Venchi), cantando “Parabéns pra você” com os clientes, que ganham um pedaço de bolo e uma tacinha de espumante. Auguri!

282520_601231_fachada_eataly_0002Eataly São Paulo – Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1498, Vila Olímpia, tel. (11) 3279-3300, eataly.com.br

Restaurantes sorteiam ingresso para a final da UEFA Champions League

Mil-folhas de banana caramelizada e creme de baunilha (R$ 24), do Italy: você come essa delícia e ainda concorre a uma viagem

Mil-folhas de banana caramelizada e creme de baunilha (R$ 24), do Italy: você come essa delícia e ainda concorre a uma viagem para a Europa

Essa dica vai para os fãs de… futebol! Sim, às vezes a gastronomia se encontra com o esporte, oras. Olho no lance: o grupo Egeu fez uma parceria com a Mastercard e vai levar sete clientes para assistir a semifinal e a final da UEFA Champions League 2016. São 5 restaurantes participantes: General Prime Burger, Italy, Jellybread, Kaá e Z/San.

Captura de Tela 2016-04-02 às 12.22.28Como vocês viram pelas fotos, jantei essa semana no Italy e, com UEFA ou não, a comida foi “show de bola”(ok, parei com os trocadilhos infames… segue o jogo, rs.) Dica: mergulhe com força no ravióli recheado com gema de ovo, ricota de búfala e espinafre ao creme tartufado. (R$ 55, porção inteira). Pedi meia porção como entrada, mas voltaria ali feliz para comer a porção inteira, como prato principal.

Coelho assado com bacon,, aspargos e polenta cremosa (R$ 71)

Coelho assado com bacon,, aspargos e polenta cremosa (R$ 71)

Ah, como funciona a promoção? A cada R$ 50 gastos nesses restaurantes e pagos com MasterCard Black ou Platinum, o cliente cadastra cupom fiscal no site www.egeumastercard.com.br/ucl e concorre. O ganhador tem direito a um acompanhante e vai com tudo pago – aéreo, quatro dias em hotel e ingressos – assistir à semifinal ou final do campeonato.

A ação está rolando desde o fim de março e os sorteios acontecem nos dias 09/04, (seis pacotes para a semifinal), e 14/04, um prêmio para a final, que será dia 28 de maio, no estágio Giuseppe Mezza, em Milão. Boa sorte!

ItalyRua Oscar Freire, 450, Jardins, tel. (11) 3168-0833, www.italyrestaurante.com.br

Casa de grelhados no Eataly ganha novo menu

Polvo grelhado com batata doce e cebolinha, um das novidades do Brace

Polvo grelhado com batata doce e cebolinha, um das novidades do Brace

Faz quase nove meses que o Eataly abriu suas portas em São Paulo e, pelo visto, navega sem muitos sobressaltos pela crise econômica que chacoalha o país. Ok, não há mais as enormes filas que congestionaram as portas do local por três meses, e vários produtos tiveram uma boa elevação no preço. Algumas massas frescas, que custavam em torno de R$ 38/kg na abertura da loja (veja aqui) hoje são vendidas a R$ 69/kg – já as massas secas italianas continuam ao redor dos R$ 13, porém com variedade reduzida. Mas no geral o grande mercado de produtos italianos é um sucesso e seus restaurantes continuam cheios. Há duas semanas ganharam a companhia de uma risoteria, veja só.

Também tem massa no menu: ravioli de queijo taleggio e ricota, nozes e figos na brasa, com molho de ervas

Também tem massa no menu do Brace, como esse ótimo ravioli de queijo taleggio e ricota, nozes e figos na brasa, com molho de ervas.

O êxito se aplica também ao restaurante mais diferenciado do complexo, o Brace. No amplo e envidraçado salão, quase isolado no último andar do Eataly, a estrela é a grelha da cozinha, comandada pela talentosa chef Ligia Karazawa (Brace, aliás, é o italiano para brasa). A casa é a única que não fica aberta direto (a não ser aos sábados e domingos), e mesmo assim vive cheia.

Wagyu macio: herança cultural da chef na brasa do brace

Wagyu macio: herança cultural da chef na brasa do brace

A boa notícia é que a chef não se acomodou no sucesso e está introduzindo novos itens ao cardápio a partir de hoje. Como o polvo grelhado com batata doce e cebolinha que abre esse post. Outra novidade saída da brasa é o wagyu, corte de kobe beef servido com folhas frescas (sugiro também legumes na brasa).

bruschettaNas entradas, as novas sugestões são os crostini di mare, ou seja brusquetas de pão rústico coberto com ricota com ervas, salmão defumado e mel da florada nativa.

Quer pegar leve? Encare essa mussarela de búfala gordinha, com pesto fresco

A salada La Piemontese vem acompanhada de cubos de queijo de cabra empanado e amêndoas. Gostei mais da prosaica mussarela de búfala, bem gorda e macia, com pesto tradicional e mix de tomates (foto acima).

bonetUma das novas sobremesas é um aveludado bonet de cacau e amaretto, com mousse de caramelo e sorvete de frutas vermelhas. Mesmo não sendo fã de sobremesas à base de chocolate, essa me catou pelo estômago e comi tudo (que surpresa, não é mesmo?).

A chef Ligia Karasawa, num raro momento longe da grelha

A chef Ligia Karasawa, num raro momento longe da grelha

Como eu disse, o novo menu estreia hoje e será amplamente testado no carnaval. Mas a chef ainda vai manter alguns pratos do primeiro cardápio.

Brace – Eataly, Av. Juscelino Kubitscheck, 1489, 2º andar, Vila Nova Conceição, tel. (11)  3279-3323, www.bracebaregriglia.com.br

O maior festival de gastronomia italiana vai até sábado. #ficadica

Ravioli recheado com aspargos e molho de queijo de búfula, primo piatto do chef Pasquale Palamaro no Maremonti (foto do leitor Rodrigo Reis)

Ravioli recheado com aspargos e molho de queijo de búfula, primo piatto do chef Pasquale Palamaro no menu do  Maremonti (foto do leitor Rodrigo Reis)

Continua em cartaz na cidade o maior festival de gastronomia italiana fora da Itália. Ou seja, você tem até dia 31, sábado, para aproveitar a 4ª Settimana della Cucina Regionale Italiana. O evento trouxe 20 chefs italianos, cada um representando uma região do seu país, para executar menus fechados em 20 restaurantes da cidade. No total, são 160 receitas, incluindo duas opções de menu com entrada, primeiro e segundo pratos e sobremesa. Os preços variam de R$ 60 a R$ 180 por pessoa, de acordo com o restaurante – sem incluir bebidas nem serviço.

Torta Caprese com sorvete de creme

Torta Caprese com sorvete de creme

E quem são esses chefs? Bem, um deles é o simpático Pasquale Palamaro, do Indaco, trazendo a cozinha da Campania para o Maremonti. As fotos que abrem esse post e ilustram esse parágrafo são do leitor Rodrigo Reis, que ganhou um jantar num mini concurso deste blog, em parceria com a ITA (Italian Trade Agency), uma das promotoras da Settimana. Deu inveja (das fotos e da comida). Além do ravióli de aspargos e da torta caprese (bolo de chocolate e amêndoas) acima, o menu traz coelho à moda de Ischia com creme de ervilhas e batatas com alecrim e um levíssimo pudim de abobrinha com camarões no vapor (almoço com 3 pratos por R$150; jantar completo por R$ 180).

Risoto de açafrão com ragu de ossobuco, do chef Roberto Cerea para o Terrço Itália (foto do Paulo Mercadante)

Risoto de açafrão com ragu de ossobuco, uma das massas preparadas pelo chef italiano Roberto Cerea para o Terraço Itália (foto do Paulo Mercadante)

Outro chef estrelado da 4ª Settimana é Roberto Cerea, do restaurante Da Vittorio, premiado com três estrelas no recente guia Michelin da Itália. Cerea criou um menu da região da Lobardia para o Terraço Itália – entre os pratos estão estão o risoto de açafrão com ragu de ossobuco (foto), como opção do primeiro prato, e filé de lombo moído com queijo grana padano, envolto em pancetta com sálvia, servido com polenta. O almoço com 3 etapas sai R$ 154 e o jantar completo (4 etapas), R$ 180.

Entrada e prato do chef Giovanni Guarneri para o Picchi na 4ª Settimana Italiana

Entrada e prato do chef Giovanni Guarneri para o Picchi na 4ª Settimana Italiana

Até agora, eu só provei um dos menus, no Picchi. Ali, o chef convidado é Giovanni Guarneri, do premiado restaurante Don Camillo, na Sicília (terra do meu nonno). Entre os pratos, destaque para a entrada, um fresquíssimo carpaccio de peixe e salada do mar, com azeite e limão siciliano, e o leitãozinho assado (e pele bem pururucada), com geleias de pimentões verde e vermelho (almoço com 3 pratos por R$ 95; jantar completo por R$ 150)

O chef Mauro Buffo, que além do menu do festival prepara hoje um jantar especial no Friccò

O chef Mauro Buffo, do Veneto, que além do menu do festival prepara hoje um jantar especial harmonizado no Friccò

E hoje à noite vai rolar uma noite ainda mais especial do festival no Friccò, do chef Sauro Scarabotta. O chef Mauro Buffo, do 12 Apostoli, em Verona, traz ao Friccò a cozinha do Veneto, mas hoje, dia 29, fará um jantar especial em quatro etapas, harmonizado com vinhos da vinícola Santa Sofia, por R$ 135 por pessoa. A entrada são ostras, atum e marisco de laranja, com emulsão ao curry e creme de abóbora, seguida de risoto com codorna assada porcini e redução de vinho do Porto e peito de pato assado ao mel e alfazema, com funcho e manga. Finalizando, um cremoso de chocolate e avelã com abacaxi ao grand marnier, toffe salgado, iogurte e anis estrelado. Esse tem de reservar pelo tel. (11) 5084-0480/0415.

Ah, os outros promotores do evento são ICIF (Italian Culinary Istitute for Foreigners), Accademia Italiana della Cucina, ENIT (Agenzia Nazionale del Turismo), IIC (Istituto Italiano di Cultura) e Italcam (Câmara de Comércio Ítalo-brasileira). Para escolher o restaurante, o chef e o menu, dê uma olhada no site da Settimana e buon appetito!

 

Um aniversário à beira da Marginal

stinco

Stinco suíno com purê de castanha: novidade no menu que provei em primeira mão. #sorry

Dia 1º resolvi comemorar meu aniversário jantando com três dos meus melhores amigos. E ao contrário do que se poderia pensar, eu, que conheço tanto restaurante na cidade, acabei escolhendo pra essa ocasião importante (pô, era meu aniversário!) uma casa que eu nunca havia ido. Sei lá, achei que ares de novidade combinariam com a data. Acabamos indo ao Sottovento, restaurante localizado na cobertura aberta do Shopping Cidade Jardim, de onde se tem uma bonita vista noturna da Marginal do Pinheiros, com o skyline paulistano ao fundo. Escolhi bem? Vejamos.

 

Amuse bouche: fettuccine de espinafre à cacio e pepe com um toque de carbonara

Amuse bouche: fettuccine de espinafre à cacio e pepe com um toque de carbonara

O restaurante italiano, aberto em 2013, passou por uma importante mudança no começo deste ano: com a saída do chef Marcelo Laskani (que acaba de inaugurar sua nova casa, Più), a cozinha ficou a cargo do chef Felipe Viana (ex-Picchi e Kaá). Desde então, o chef tem introduzido novos pratos no cardápio, como filé de fraldinha grelhado com queijo coalho e legume (R$  72) e risotto com lula, polvo, marisco e camarões (R$ 76), além de um menu executivo nos almoços de dia de semana (entrada, prato e sobremesa por R$ 55).

 

Tagliata de filé mignon, com tagliorini na manteiga

Tagliata de filé mignon, com tagliorini na manteiga

Nessa noite, ainda tive a oportunidade de provar uma nova receita, que o chef acabara de testar e acabou sugerindo como meu prato principal. Me dei bem: tratava-se de um stinco suíno (R$ 82), preparado com cozimento lento preciso. Assim que passei o garfo pela carne, ela se soltou instantaneamente do grande osso, para revelar-se suculenta e macia na minha boca. E bem acompanhada, por um surpreendente purê de castanha e o grosso molho do cozido da carne. Sim, o chef acertou muito no novo prato e fui feliz na escolha.

 

Nhoque de alcachofra com camarões, cogumelos e shitake

Nhoque de alcachofra com camarões, cogumelos e shitake

As massas, porém, são as grandes vedetes da casa, notadamente o plin de linguiça com manteiga trufada, favas e hortelã (R$ 63), que terei de voltar para provar. Naquela noite, experimentamos o nhoque de alcachofra com camarões, cogumelos e shitake (R$ 75) e a tagliata de filé mignon com tagliorini na manteiga e sálvia ao roti de limão (R$ 75).

 

tartareAtenção também a essa entrada: tartare crocante de salmão e sour cream (R$ 34,50, na foto acima), na verdade canudinhos receados com o peixe cru picado e temperado, uma combinação quase inusitada, porém feliz. A outra entrada que provei também intriga: bolinhos de bacalhau envoltos em tempurá negro e aioli (R$ 44). O que parecem pequenas bolas de carvão revelam o interior cremoso na primeira mordida, mas o sabor do bacalhau é pouco marcante e o resultado é levemente monótono.

 

tiramisuAniversário que é aniversário tem bolo e parabéns. No meu, a simpática velinha veio espetada na sobremesa mais famosa do chef Viana: uma deliciosa versão de tiramisù com Nutella e banana (R$ 19), com sorvete de chocolate. Até eu que não sou muito fã da pasta de avelã fui totalmente conquistado pelo combinação equilibrado dos ingredientes e pela ousadia de colocar banana num clássico italiano. Quase comi a vela junto.

 

Mil-folhas com toques de geleia de frutas vermelhas (ei, não me julguem, era meu aniversário, poxa!)

Mil-folhas com toques de geleia de frutas vermelhas (ei, não me julguem por ter comido outra sobremesa, era meu aniversário, poxa!)

Sim, escolhi bem o lugar para comemorar meu aniversário. Comida bem feita e farta (as porções dos pratos são beeem generosas), serviço atencioso, ótimas opções de vinho (como o francês Flying Solo Grenach Syrah, fresco, frutado e divertido), projeto bonito e uma cozinha que demonstra identidade, mas não se esquece do principal: a expectativa do cliente. Ah, sem contar a vista: sim, de noite e de longe a Marginal é uma coisa linda de se ver.

Sottovento – Shopping Cidade Jardim, 3º andar, Av. Magalhães de Castro, 12.000, Morumbi, tel. (11) 3552-2811, www.sottovento.com.br

 

Mole que é gostoso!

bibimbapQuer coisa mais gostosa do que aquela gema de ovo molinha, escorrendo pelo pão e deixando um rastro amarelo-dourado pelo caminho? Bem, eu adoro e fico feliz que vários restaurantes de São Paulo estejam combinando a gema mole (e até crua) em receitas variadas. Vamos conhecer 6 melhores exemplos dessas maravilhas em SP?
1. A casa é japonesa, mas uma das estrelas do almoço é coreana: trata-se do ishiyaki bibimbap do Bueno (Al. Santos, 835, Jardins, tel. 11-2386-8035), que leva legumes variados (cenoura, abobrinha, broto de samambaia) e carne desfiada, com arroz e molho de pimenta. A receita chega à mesa em um bowl de pedra fervente, com o ovo cru, boiando lindo na pimenta vermelho-escura, cremosa e provocativa (você pode escolher o nível de picância; sugiro começar pelo médio). O próprio garçom mistura tudo pra você – o calor cozinha automaticamente o ovo. Pegue um pouco numa cumbuca e deixe o arroz ali no bowl, criando uma casquinha deliciosa. Ah, tem a versão vegetariana.

 

carbonara2. Muitos consideram o espaguete à carbonara do Tappo (Rua da Consolação, 2967, Jardins, tel. 11-3063-4864) o melhor de São Paulo. Sou um deles. A massa al dente chega à mesa fumegante, envolvida pela mistura perfeita e aveludada de ovos, queijo percorno e cubos de pancetta, com pimenta salpicada. Por cima de tudo, reina uma gema crua inteira, para você mesmo misturar à massa (ela cozinha no calor da pasta) e finalizar esse clássico.

 

pao de queijo3. Já nasceu clássico  o incrível pão de queijo recheado com pernil e ovo, da chef Talitha Barros, no seu delicioso (e despretensioso) Conceição Discos (R. Imaculada Conceição, 151, Santa Cecília, tel. 11-3477-4642). O item pode servir como entrada ou como lanche mesmo. O pão de queijo gordinho, com massa elástica, é bem recheado com o pernil suíno desfiado (de tempero marcante) – por cima de tudo, um ovo frito com a gema mole. Morda, deixe escorrer e morra de felicidade.

 

sushi ovas4. Parece uma pequena jóia, mas é uma das etapas do menu degustação de 12 sushis de um dos melhores japoneses da cidade, o Kan. Via de regra, o chef Keisuke Egashira capricha tanto no sabor quanto no visual de seus pratos – mas nesse ele se supera: no fundo de um pequeno bowl dourado e brilhante, repousa um sushi de ikura (ovas de salmão), sobre uma gema de ovo. Praticamente um bordado cuidadoso de sabores e texturas no pequeno balcão do Egashira.

 

arroz moela5. Taí uma receita de respeito: arroz de moela a cavalo, do restaurante Bravin (R. Mato Grosso, 154, Higienópolis, tel. 11-2659-2525). Moela? Sim, moela, macia deliciosa, intensa, misturada ao arroz cremoso, com molho de tomate e, por cima, o ovão frito com a gema molinha. Grande pedida para o almoço (inclusive no ótimo executivo do restaurante) e jantar, e só melhora se acompanhado de um vinho sugerido pela super sommelière (e dona da casa), Daniela Bravin.

 

shot ostra6. É um aperitivo? É uma sobremesa? É um dry martini extre dirty? Nada disso: é o Oister Shot, entrada pra lá de energética proposta pelo chef Tsuyoshi Murakami no Kinoshita (R. Jaques Félix, 405. V. Nova Conceição, tel. 11-3846-7327). A transparência da taça revela a delicada montagem elaborada por Mura: uma ostra banhando-se em molho ponzu (shoyu, saquê e limão), acompanhada de ovas de salmão, pequenas rodelas de quiabo e, arrematando a potente mistura, uma gema crua de ovo de codorna. Sim, o shot é poderoso. Um breve momento que deixa um rastro de vigor e sabor. Arigatô, chef.

Quanto vai dar sua conta no Eataly? Veja todos os menus aqui

pasta-e-pizza-2Quer almoçar ou jantar no Eataly? As boas notícias são:
1) Tem boa variedade de restaurantes especializados (um de peixes, um de carne, um que serve pizzaria e massas, um de porções e um só de verduras e crus).
2) Os preços não assustam – não é barato, mas está bem dentro da média dos restaurantes de hoje. Inclusive até para acompanhar uma refeição com vinho (tem taça de tinto italiano a partir de R$ 9,80).
3) Além de comer, você ainda pode dar uma volta pelo imenso mercado, que tem quase 8 mil produtos ligados à gastronomia (e, quem sabe, levar pra casa uma foccacia, uma geléia italiana ou uma porção de burrata, por exemplo).

Fritto Misto (R$ 42), do La Piazza:  lula, polvo, camarão e peixe do dia

Fritto Misto (R$ 42), do La Piazza: lula, polvo, camarão e peixe do dia

piazza2-1

As más notícias:
1) Aberto há dois dias, o gigantesco complexo gastronômico ainda atrai uma multidão de gente querendo conhecer. Ou seja, tenha paciência ou chegue mais cedo.
2) Ao contrário do mercado, que fica aberto de segunda a segunda, das 8h às 23h, os restaurantes fecham durante a tarde, em geral após as 15h, e só reabrem à noite, pro jantar (exceto nos fins de semana e feriados)
3) Cabô má notícia. O lugar é bem legal e você deve visitar.

carne-1carne-2Aliás, você já pode calcular quanto vai dar sua conta antes de ir lá almoçar ou jantar. Consegui os menus dos restaurantes do Eataly (menos do Brace, casa de grelhados, comandada pela chef Ligia Karazawa, que ainda opera com menu provisório).

pesce-1Dê uma olhada nos menus completos que espalhei pelo post e veja opções, para se programar, saber o que o espera ali e calcular mais ou menos quanto vai dar sua conta (não esqueça do serviço!). Inclusive com as bebidas, cujo menu é igual em todas as casas. Se quiser saber mais do mercado Eataly, leia meu primeiro post aqui.
buon appetito!

verdure-e-crudo-1Eataly – Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1.489, Vila Nova Conceição, tel. (11) 3279-3300.Horários: a loja funciona de segunda a segunda, das 8h às 23h; os restaurantes abrem de segunda a quinta, das 11h30 às 15h e das 18h30 às 23h; sextas das 11h30 às 15h e das 18h30 às 24h; sábados das 12h às 24h, domingos e feriados, das 12h às 23h.

Meu Dia das Mães no restaurante do Jamie Oliver em São Paulo

Cogumelos assados: a melhor entrada do restaurante

Cogumelos assados: a melhor entrada da casa, mesmo com essa “árvore de Natal” de tomilho

Eu sei, parece loucura ir a um dos restaurantes com maior fila de espera da cidade justamente no Dia das Mães. Mas a reserva havia sido feita há mais de um mês, então lá fomos eu e minha mãe encontrar a vó japonesa e outros amigos queridos no Jamie’s Italian, a primeira casa do Jamie Oliver no Brasil. Sim, havia uma fila imensa, mas, pra meu alívio, sentamos 14h07 (a reserva feita online era para às 14h). Aliás, o serviço da casa é muito correto e bem treinado. Isso dito, vamos à comida. Os preços são irregulares – bons para as massas, caros para as entradas. Uma porção de arancini, por exemplo, com três bolinhos de arroz com tomate e mussarela, sai R$ 28 (quase R$ 10 por bolinho). E nem é nada demais. Se você fizer questão de pedir entrada, fique com os cogumelos assados (R$ 38), uma porção bem temperada, que chega à mesa num prato forrado com pão fino e crocante, mussarela de búfula derretida e tomilho (quase uma árvore de Natal em cima do prato, devo dizer).

 

abobrinhaOutra boa pedida são as abobrinhas empanadas e fritas (R$ 22, à direita), com maionese cítrica (com toques de limão siciliano) e picles com especiarias. Fuja, porém, da lula frita (R$ 24, à esquerda), mais borrachuda que os pneus carecas do meu carro.

 

lasanhaEntre os pratos, fui no óbvio e pedi a lasanha ao forno (R$ 49, na foto acima). A massa chega bem recheada de ragu de carne bovina e suína, muito queijo, abóbora assada e vinho tinto. Confesso que não senti muito a abóbora, mas o sabor da lasanha estava bom e a porção é bem generosa. Um amigo pediu o pappardelle com ragu de porco free range, erva doce e vinho tinto (R$ 39) e também estava gostoso. Dei uma olhada no menu e achei o hambúrguer caro (R$ 46), o salmão ao forno razoável (R$ 45) e a berinjela à parmegiana (R$ 39) curiosa: o legume é grelhado, em vez de empanado e frito. Mas não provei nenhum dos três, então não posso falar do sabor.

 

fachadaNão comemos sobremesa, apenas bebemos vinho e alguns drinques, um mojito estranho, finalizado com espumante, e um negroni mediano, cheio de gelo quase picado, uma ofensa à bebida. Aliás, falta bom senso térmico no restaurante do Jamie Oliver: as águas vieram quase quentes e o vinho (um cabernet argentino), quase morno. A conta: R$ 108 por pessoa. Achei ruim? Não especificamente: se eu voltasse, pediria uma massa, uma taça de vinho e sairia satisfeito. Porém, pelo trabalho que dá pra reservar e pelo hype envolvido na operação, prefiro ir a um italiano médio qualquer, sem persona televisiva por trás do nome, e pagar o mesmo tanto, provavelmente com melhores resultados.

Ah sim, minha mãe gostou – mas achou o mesmo que o filho: muito barulho por pouco.

Jamie’s Italian – Av. Horácio Lafer, 61, Itaim Bibi, tel. (11) 2365-1309, www.jamieoliver.com

Embutidos ganham festival na Osteria Del Pettirosso

www.tbfoto.com.brPETTIROSSO - SP/SP - 07/05/2014Foto: Tadeu Br

Seleção de salumeria, uma das entradas do festival (fotos desse post: Tadeu Brunelli)

Você gosta de embutidos? Então se liga: começa hoje e vai até dia 15 de junho o Festival de Salumeria Artesanal, na Osteria Del Pettirosso. O chef Marco Renzetti e elaborou um menu com entrada, primeiro e segundo pratos e sobremesa por R$ 110 por pessoa. Mas só vale no jantar, de terça a sábado. Confira a seleção:

www.tbfoto.com.br PETTIROSSO - SP/SP - 07/05/2014 Foto: Tadeu Br

Uma das opções de primeiro prato: tonnarelli ai funghi e guanciale

Entrada: seleção de salumeria artesanal (guanciale, lombo suíno e pancetta) ou presunto de paleta de cordeiro, rúcula e pecorino.
Primeiro prato
: tonnarelli ai funghi e guanciale (bacon não-defumado feito com as bochechas do porco) ou ravióli de creme de cebola ao ragú de pancetta e ervilha.
Segundo Prato: saltinbocca de vitela e presunto artesanal com vignarola (cozido de favas, ervilhas, cebola e alcachofras)
 ou bocconcini de frango caipira e lombo suíno curado com favas verdes e alcachofras
Sobremesas: sorbet de limão siciliano
 ou panna cotta com calda de frutas vermelhas.

Osteria Del Pettirosso – Al. Lorena, 2155, Jardins, tel. (11) 3062-5338, www.pettirosso.com.br

A brilhante cozinha de um italiano em casa

Polvo assado no forno, com arroz integral misto à mediterrânea

Polvo assado no forno, com arroz integral misto à mediterrânea, prato do Loi

Desde que chegou ao Brasil, há 15 anos, Salvatore Loi, italiano da Sardenha, se destacou no cenário gastronômico de São Paulo. Primeiro como chef do restaurante Fasano (e supervisor da cozinha de todos restaurantes do grupo), onde ficou até 2012 e acumulou prêmios. Depois de uma passagem pelo Girarrosto e Mozza, anos do grupo Egeu, Loi finalmente tem um restaurante pra chamar de seu: em abril, ele inaugurou o Loi Ristorantino, há mais ou menos quatro quadras de seu primeiro emprego no Brasil. Ali, esse italiano alto, de mãos grandes e gestos largos, faz aquilo que melhor sabe: brilhar na cozinha do seu jeito. E brilha mesmo. Chega a ser difícil escolher um prato no menu, com cerca de 40 itens. Quase tudo salta aos olhos e parece muito bom. Como o espetacular polvo assado no forno, com arroz integral misto à mediterrânea (R$ 105): molusco cozido à perfeição, repousando como um rei sobre os grãos úmidos e de tempero refrescante do arroz.

 

ravioliSim, os preços pode assustar – uma refeição completa, com couvert, entrada, prato e sobremesa, gravita ao redor dos R$ 250. Com água, vinho e café, bate fácil nos R$ 300. Ainda assim, sai mais em conta do que vários restaurantes de alto padrão, que nem sempre entregam na mesa o hype que recebem. Ainda estou impressionado com o ravióli recheado de carbonara com molho de limão siciliano (R$ 69). A massa fresca e delicada envolver um poderoso creme de gemas e queijo pecorino, com pedacinhos de bacon por cima. Não tenha medo: é intenso, mas nao pesa. Completam a maravilha o toque refrescante do molho de limao e a textura crocante dos pinolis.
codornaTive a felicidade de provar um prato surpreendente: codorna recheada com figo e nozes, acompanhada de nhoque de ameixa e uvas sautèe (R$ 79). A combinação de sabores e texturas desse prato é tamanha que precisei de umas quatro garfadas até compreender o que estava acontecendo na minha boca. Divino.
polvo vinaAs entradas também não deixam por menos. Fui de polvo dourado na chapa com purê de grão de bico e vinagrete de framboesa (R$ 73), uma inusitada harmonia entre o molusco macio, o purê pastoso-quase-arenoso e a acidez adocicada do vinagrete.
cannoliMinha amiga pegou mais leve: cannoli assados e recheados com burrata e emulsão de pepinos (R$ 59). Mas fiquei tentado a pedir a polenta amarela com raspas de chocolate branco e medalhão de foie gras (R$ 79). Fica pra próxima.
pudimNem pense em sair do Loi sem comer a sobremesa. Além de clássicos, como o tiramisù (R$ 37) e torta de maçã com sorvete de canela (R$ 31), a seção de doces tem jóias como os bomboloni, bolinhos recheados com creme de limao, doce de leite e chocolate (R$ 32, seis unidades) e uma das melhores sobremesas que comi esse ano: pudim de pistache (R$ 32), um retângulo verde de pudim ultra cremoso, salpicado de pistaches e calda de caramelo. Ainda tive coragem de pedir um café, que vem acompanhado de um brioche redondo. Bem a tempo de cumprimentar o chef Salvatore Loi, que circulava entre as mesas pós-almoço, recolhendo elogios com aquele sorriso feliz de quem, finalmente, se sente em casa.

 

Loi Ristorantino – Rua Melo Alves, 674, Jardins, tel. (11) 3037-7323