Curry para aquecer o corpo e alegrar o paladar

Chiang mai: cubos de frango e abóbora mergulhados num curry levemente picante e refrescante

Chiang mai: delicious curry com frango, ótima pra esse clima frio (foto divulgação)

Tenho um problema quando vou ao restaurante Mestiço: frequento o lugar há tantos anos que deveria conhecer o menu de cabo a rabo. Acontece que quase toda vez que vou lá peço… o mesmo prato, o Samui (R$ 69), frango empanado com molho thai, castanhas de caju e arroz de jasmim. Claro que já comi outras coisas, como o pad thai, o bife Guanabara (com empadinhas de alho-poró), as tirinhas de filé thai do Ásia e até salada cubana. Gostei de tudo, mas sempre batia aquele pequeno arrependimento de não ter pedido… o Samui!

Krathong-thong, as cestinhas de frango que eu nunca deixo de pedir

Krathong-thong, as cestinhas de frango que eu nunca deixo de pedir

Bem, na semana passada voltei à casa para conhecer algum dos pratos de curry que a chef Ina de Abreu sugere para esse tempinho frio que está chegando. Acabei comendo o Chiang mai (R$ 68), com cubos de frango (rá!) e abóbora mergulhados num cremoso curry apimentado com leite de coco (acompanha o arroz de jasmim). Não se assuste com o “apimentado”: o molho é pouco picante e traz um toque refrescante que equilibra bem a receita. Mas a entrada foi a de sempre (e isso NÃO dá pra pular): as Krathong-thong (R$ 29), cestinhas tailandesas de massa crocante, recheadas com frango, milho e especiarias. Ficaram ainda melhor acompanhadas do bom dry martini da casa.

Pitchuburi (tiras de carne no curry verde, bem apimentado): minha próxima pedida (fotos do Leo Feltran)

Pitchuburi: minha próxima pedida no Mestiço (foto Leo Feltran)

Agora quero voltar para provar o mais ardido de todos, o Pitchuburi (R$ 73), que leva curry verde tailandês de filé mignon fatiado com abobrinha e leite de coco. E pra quem gosta de peixe, a sugestão da chef é o Ko phai (R$ 89), com cunos de robalo ou namorado em cubos ao curry vermelho com aspargos, leite de coco e especiarias. Meu querido Samui vai ter de esperar um pouquinho.

Samui: ainda te amo, mas temos de dar um tempo!

Samui: ainda te amo, mas temos de dar um tempo! (foto divulgação)

Mestiço Rua Fernando de Albuquerque, 277, Consolação, tel. (11) 3256-3165, www.mestico.com.br

Anúncios

Festival thai no obá vai até domingo – e você não pode perder

Salada de fraldinha com molho apimentado: golaço do chef Mauricio Santi

Salada de fraldinha com molho apimentado: golaço do chef Mauricio Santi

Ainda dá tempo de provar o Festival Thai Gastrobar do Obá, que vai até domingo, dia 6 de março. Este ano, o restaurante trouxe de volta um dos maiores conhecedores de cozinha tailandesa no Brasil, o chef Maurício Santi, que já havia participado do evento em 2013. A proposta agora é servir comida bem autêntica para ficar no centro da mesa e ser compartilhada, como numa reunião de amigos na própria Tailândia. Como essa refrescante salada neua nahm tok, com fraldinha grelhada na brasa, molho picante, ervas frescas e farinha de arroz (R$ 44).

 

Captura de Tela 2016-03-04 às 19.03.33

Costelinha desmanchando de macia e com um molho delicioso

O prato mais saboroso, pra mim, é o sikrong moo, ou seja, costelinhas de porco marinadas, assadas e glaceadas, com molho agridoce de tamarindo.

 

Captura de Tela 2016-03-04 às 18.49.48

Vai uma lulinha aí?

Quer coisa melhor pra compartilhar do que lula à dorê? Essa é a pla muek kratiam, empanadas e fritas estilo thai, com chips de alho, limão e sal maldon (R$ 36).

 

O thai boy (à esq.) começa forte, mas depois fica docinho. O sukothai é mais botânico.

O thai boy (à esq.) começa forte, mas depois fica docinho. Já o sukothai é mais… botânico!

E já que é um festival de gastrobar, tinha que ter drinque, né? Tomei dois: o thai boy (R$ 31), que leva Jack Daniel’s, vermute punt e mes, galanga, tomilho e angostura; e o sukothai martini (R$ 39): gim Tanqueray, pepino, lichia e hortelã.

 

Captura de Tela 2016-03-04 às 18.56.06

Noodle do bêbado, clicado pelo meu amigo Breno Pinheiro (minha foto não prestou!)

Pra quem gosta mesmo de pimenta, invista no pad kee mao neua (R$ 48), também chamado de “noodle do bêbado” – é tao apimentado que acorda até um bebum. Leva macarrão fresco de arroz na wok com carne, mix de shoyu, pimenta fresca, alho, couve e manjericão. Para os fortes (eu comi bem).

Não se esqueça! O festival thai só vai até domingo!

Obá – Rua Melo Alves, 2015, Jardins, tel. (11) 3086-4774. www.obarestaurante.com.br

Thai food: receita de cogumelos fritos com tofu crocante

tofu corcanteTerminou sábado a temporada de cozinha thai do chef Maurício Santi no Satay. E foi maravilhosa. Não deu pra você ir? Bem, nem tudo está perdido. O chef liberou uma das 11 receitas que ele serviu na temporada – e foi um dos pratos de que mais gostei. Pad Hed Gui Chai Dtao Huu Tod, ou seja, cogumelos fritos com nirá e tofu crocante, uma ótima receita vegetariana, rica em sabores, texturas e aromas. Ainda não testei em casa, mas já vou adiantar a receitinha pra quem quiser preparar no feriadão.

Pad Hed Gui Chai Dtao Huu Tod
(Cogumelos fritos com nirá e tofu crocante)

por Maurício Santi

Ingredientes:
Shiitake
2 shiitakes secos e inteiros
Aniz estrelado a gusto
Canela em pau a gusto
Quanto baste de água

Cogumelos fritos
2 shiitakes (do preparo acima) cortados em 4 partes
4 cogumelos-paris frescos e fatiados
1 colher (sopa) de nirá fatiado
1 colher (chá) de gengibre cortado em tiras finas
1 colher (chá) de soja fermentada
1 colher (chá) de alho em pasta
1 colher (sopa) de molho de cogumelos (molho de ostra vegetariano)
1 colher (chá) de shoyu
1 colher (chá) de açúcar
quanto baste de caldo de frango ou legumes

Tofu crocante
150 g de tofu fresco mole cortado em cubos grandes
2 ovos
100 g de farinha de trigo
sal e pimenta-do-reino preta e moída na hora a gusto
quanto baste de óleo de soja

Para servir
1 colher (chá) de chips de alho frito
200 g de arroz de jasmim cozido

Modo de preparar:
Shiitake
Um dia antes do uso, hidrate o shiitake seco em água em temperatura ambiente e adicione o aniz estrelado e a canela. Coloque um peso em cima, para que o shiitake fique completamente imerso na água. Após 24 horas, escorra o shiitake, corte-os em quartos e reserve.

Cogumelos Fritos
Aqueça a wok no fogo alto e, enquanto isso, num recipiente de apoio, faça camadas com os ingredientes. Comece com o nirá e, depois, coloque na ordem: o gengibre, o alho, o cogumelo Paris, o shiitake, o molho de cogumelos, a soja, o shoyu e o açúcar. Coloque um fio óleo na wok quente, vire o recipiente na panela e adicione uma concha de caldo de frango ou de legumes. Salteie intensamente, com o fogo bem alto, até os cogumelos chegarem no ponto.

Tofu Crocante
Num recipiente, misture a farinha de trigo com o sal e a pimenta-do-reino moída. À parte, bata os ovos e reserve. Em seguida, empane o tofu em cubos na farinha de trigo temperada, depois passe-os no ovo batido e mais uma vez na farinha. Frite por imersão em óleo quente (160 ⁰C), até formar uma crosta crocante e dourada e deixe-o escorrer em papel absorvente.

Para Servir
No fundo do prato, coloque os cubos de tofu crocantes. Depois, derrame sobre eles a mistura da wok. Finalize com o chips de alho e sirva com arroz de jasmim.

Dica do chef
Para nada ficar fora do ponto, antes de jogar os ingredientes na wok, arrume os ingredientes num recipiente. Os de cocção rápida por baixo e os de cocção mais demorada por cima. Quando virar o bowl na wok quente, o que demora mais ficará mais tempo em contato com o metal aquecido, e o que demora menos ficará menos tempo.

Rendimento: 1 porção
Preparo: 2 horas (+ 24 horas)
Execução: fácil

 

Festival no Satay servirá 11 receitas tailandesas

Cubos de tofu crocante, com mix de cogumelos e nirá, um dos principais servidos pelo chef Maurício Santi

Cubos de tofu crocante, com mix de cogumelos e nirá, um dos principais servidos pelo chef Maurício Santi no festival de comida thai no Satay, até dia 28 de março

Começa hoje o festival de comida tailandesa no Satay, com onze pratos assinados pelo chef Mauricio Santi, que viveu na Tailândia e pesquisou a culinária de praticamente todo o país. O menu do chef Santi será servido até dia 28 de março, com preços bem razoáveis. Como um dos pratos principais, o Pad Hed Cui Chai Dtao Huu Tod (R$ 34), cubos de tofu crocante, guarnecido de mix de cogumelos e nirá, ao molho fumengante e servido com arroz de jasmim.

Sobremesa: dumpling de arroz glutinoso com “cocada” thai, em calda quente de leite de coco.

Sobremesa: dumpling de arroz com “cocada” thai, em calda quente de leite de coco.

Uma das entradas que me chamaram atenção foi o Latiang Moo (R$ 32), rolinhos de renda de fios de ovos feito a mão, recheada de porco braseado em leite de coco aromático e mix de ervas frescas, pimenta, folha de limão kaffir e capim santo. E já quero a sobremesa Kanom Tom (R$ 30), dumpling de arroz glutinoso com “cocada” thai, servido em calda quente de leite de coco. Aliás, vou lá hoje mesmo prestigiar o chef – e matar a saudade de comida thai e dos drinques maravilhosos do barman Marcelo Serrano, um dos meus preferidos.

Dieta? Onde? Pra quê?

Satay – Rua Padre João Manuel 1249, Jardins, tel. (11) 3068-0169

 

Obá promove Festival Tailandês das Luzes até dia 30

loi oba costelaE por falar em Festival, já está rolando no Obá a celebração do Loi Krathong, o festival tailandês das luzes, que homenageia a deusa das águas Phra Mae Khongkha. O evento no Obá vai do dia 20 até 30 de novembro, quando, além do menu original, o restaurante serve pratos preparados pelo chef Henrique Benedetti especialmente pro festival. Como a entrada costelinha de porco doce (R$ 29), preparada em uma marinada tradicional adocicada e servida com relish de manga, alho frito e pimenta, como vocês podem ver na foto acima (como todas deste post, tiradas pelo Lucas Terribili)

 

loi oba ostraOutra entrada que me assanhou a gula foram as ostras com curry verde (R$ 32), que vêm levemente aquecidas em pasta de curry e servidas ensopadas em sua concha com coentro, cebolinha roxa e folhas de limão kaffir.

 

loi oba arrozEntre os pratos principais, sugiro o Kao pad gung moo grob (R$ 52), arroz frito na wok com mix de vegetais crocantes, camarão e torresmo – tem também a versão menor (R$ 36,50) e a vegetariana (R$ 45).

Ah, dia 27 vai rola o Obá na Calçada, das 18h às 21h, que terá o chef Maurício Santi como convidado. E tem mais: além da decoração temática com motivos tailandeses preparada pelo sócio e arquiteto Carlos Tavares, os clientes poderão sentir o clima da festa tailandesa mais de perto, deixando suas oferendas com velas no espelho d’água da entrada da casa, atraindo assim boas vibrações para o final de ano.

Obá – Rua Melo Alves, 205, Jardins, tel. (11) 3086-4774, www.obarestaurante.com.br

Receita fácil pro jantar de hoje: frango thai com cuscuz

frango thaiPra vocês não dizerem que o gordinho aqui só faz doces, vai aí uma receita asiática que tenho preparado muito em casa, frango thai com cuscuz marroquino. Gosto basicamente por três razões: 1) não tem ingredientes “impossíveis” ; 2) é rápido e fácil pra caramba; 3) fica delicioso. A receita original é da Escola Wilma Kövesi de Cozinha, e era só com carne de boi. Dei uma adaptada mínima e aí vai. Dá pra três pessoas no mínimo e leva meia hora pra fazer. Continuar lendo

Pad thai: o macarrão tailandês pra deixar convidados felizes

padhtai2Em janeiro, fiz um curso de cozinha asiática com o chef Carlos Ribeiro, no Na Cozinha, e acabamos preparando uma das coisas de que mais gosto na culinária tailandesa: pad thai. Feito com macarrão de arroz, camarão e porco (ou frango), essa receita é um ótimo coringa quando você tem um jantar pra 4 ou 5 pessoas: não é difícil, é gostoso e impressiona. Fiz num almoço de domingo (para seis!) e sobrou quase nada! Vamos lá?


Ingredientes

350 g de camarões limpos
150 g de camarões secos, sem cabeça
300 g de talharim de arroz (ou um pacote)
5 colheres de sopa de óleo de amendoim
4 dentes de alho bem picados
2 pimentas dedo de moça picadas (sem sementes, se quiser menos picância)
150 g de lombo de porco em cubinhos (ou peito de frango)
3 ovos
4 colheres de sopa de nam plá (molho tailandês de peixe fermentado)
3 colheres de sopa de suco de tamarindo
2 colheres de sopa de açúcar mascavo
200 g de moyashi (broto de feijão)
50 g de amendoim torrado e salgado (dê uma picada grosseira nele)
3 colheres de sopa cebolinha picada
1 cebola frita crocante
Suco de um limão
Coentro a gosto
Sal e pimenta a gosto.

Modo de preparar
A massa de arroz seca pode ser preparada em água fria, por meia hora, até ficar mole (siga as instruções da embalagem). Se preferir fazer em água fervente, deixe para preparar quase no fim do processo, pois o talharim de arroz gruda facilmente.
Bata levemente os ovos e faça uma espécie de omelete fina, numa frigideira de fundo médio. Quando estiver pronta, deixe esfriar bem. Só então, corte em tiras bem finas e compridas e reserve. Corte a cebola em rodelas e frite até que friquem crocantes. Reserve.
Esquente bem uma frigideira wok (ou qualquer outra de fundo bem largo, ou até uma paelleira) com o óleo de amendoim. Coloque a carne de porco (ou frango) e deixe dourar um pouco. Tempere com sal e pimenta e continue dourando. Acrescente o alho picado e a pimenta dedo de moça, mexendo sempre por cinco minutos.
Afaste tudo para as bordas da frigideira e coloque os camarões frescos, refogando por mais uns minutos, até que fiquem rosados. Junte o macarrão escorrido, sempre mexendo, para que ele frite um pouco. Continue mexendo e  adicione o açúcar mascavo, o molho de peixe, o tamarindo, os camarões secos e as tirinhas de ovo. Depois de uns minutos, junte o suco de limão, metade do moyashi, a cebola crocante, amendoim, cebolinha e coentro. Na hora de servir, jogue o restante do moyashi, misture bem e pronto!

 

Começa hoje o Festival de Iemanjá no Obá

pulpo a la antigua

Pulpo a la antigua, um dos pratos do Festival de Iemanjá, do Obá

Salve Iemanjá! Dia 2 de fevereiro é o dia de um dos mais queridos orixás africanos. E o restaurante Obá comemora a data novamente com um festival que começa no jantar de hoje e vai até o almoço do dia 2. Além do menu especial, com pratos de outros festivais e novas criações do chef Henrique Benedetti, o Obá terá decoração especial de flores, espelhos e barquinhos. Entre as novidades do chef estão os Peixinhos fritos no fubá (R$ 22), lambaris crocantes, fritos inteiros, em crostinha de fubá de milho com limão caipira e vinagrete; o tailandês Peek gai yadsai (R$ 27)asinhas desossadas de frango fritas, rechedas de carne de siri, pedacinhos de macarrão, servidas com molho agridoce thai (provei uma dessas e adorei).

www.tbfoto.com.brOBÁ - SP/SP - 11/02/2010Foto: Tadeu BrunelliEntre as outras delícias do festival, estão a Moqueca da Jôse De Boipeba (R$ 74), de camarão com banana, acompanhada de arroz e farofa de dendê (prato mais pedido nas oito edições anteriores desse festival), e o pulpo a la antigua  (R$ 78), polvo com ervas aromáticas, tomate, vinho tinto, azeite, tinta de lula, pignolis, amêndoas, nozes, azeitonas e pimentão, servido com arroz branco. Ah, além dos tradicionais Bolinhos de Iemanjá (R$ 24), de vatapá e camarão, com pimentinha e limão, a casa oferecerá o clássico acarajé baiano no dia 30, no evento Obá na Calçada. Das 18h às 21h, as irmãs Miri e Fátima, do Tabuleiro do Acarajé, servirão sua especialidade aos clientes. Pense: acarajé e cerveja no fim de tarde… Estarei lá, é claro!

Obá – Rua Dr. Melo Alves, 205, Jardins, tel. (11) 3086-4774, www.obarestaurante.com.br

 

Dica SP Restaurant Week do dia: Marakuthai

saldinhaOi, gordinho! Minha aventura SP Restaurant Week do dia acabou sendo muito boa. Como já disse antes aqui, a SPRW vai até dia 15/09, com menus de entrada + prato + sobremesa de R$ 34,90 (almoço) e R$ 47,90 (jantar). E hoje fui almoçar no Marakuthai, da chef Renata Vanzetto. Ah, antes de tudo, a casa não tem jantar da SPRW. E já começamos bem, com salada de pão com tomate, lula, cebola roxa e ervas (a opção é a saladinha de macarrão de arroz com cubinhos de melão-cantaloup, molho de limão, gengibre e hortelã com toque de pimenta-dedo-de-moça).

bolinhasMeu prato fora mas suculentas bolinhas de carne com curry vermelho, picante sem exagero, com farofa de banana e arroz (foto). Mas você pode pedir tirinhas de frango no curry amarelo, com cuscuz marroquino e arroz. Fechei com creme de coco, manga e hortelã. Quem gosta de algo mais doce deve pedir o ganache de chocolate com toque de canela e farofinha de castanhas. Recomendo o menu! Amanhã vou a outra casa do festival pra contar pra vocês.

Marakuthai Al. Itu. 1618, Jardins, tel. (11) 3061-1015, www.marakuthai.com.br

Tailandês roots investe em menu enxuto e comida de rua

Curry amarelo, no leite de coco, com carne e amendoim

Curry amarelo, no leite de coco, com carne e amendoim

Hoje tive uma boa surpresa na minha eterna exploração por lugares novos pra almoçar no eixo Jardins/Paraíso. Por sugestão de colegas de agência, fui parar no pequeno Made in Thai, quase escondido numa galeria da Augusta. O conceito é “cozinha roots tailanesa”, ou seja, comida de rua, servida num balcão pra viagem ou pra comer numa das (poucas) mesas no local. O cardápio super exuto, escrito na parede, traz três receitas: arroz frito (R$ 20); pad thai com camarão (R$ 24); ou curry (amarelo, vermelho ou verde) com cebola, tomate shiitake e uma proteína (carne, franco, porco, tofu, qualquer um R$ 20). Os pratos são preparados na hora pela chef Camila Paluri, e depois você retira no balcão. Enquanto fazia meu curry amarelo com carne na wok, Camila me contou que passou mais de dois meses na Tailândia, onde aprendeu a preparar as receitas de rua. Continuar lendo